Valentina

Divã

Em sonho o prazer me satisfaz
Em claro um sentido já é mais
Me perco enfim
Me entenda meu bem

Simplifico o infinito e complico o que é tolice
Mas você se entrega demais
Não tô sendo implicante
Eu sou mesmo inteligente
Mas por que você não me quer mais?

Não recorra a Freud, não recorra a Einstein
Não tenho problemas paternais
Não recorra a Freud, não recorra a Einstein
Não relativizo demais.

- (Ela) Você sabe que eu tô aqui por inteiro, não sabe?

- (Ele) É, eu sei.. queria te dizer que eu.. eu nunca mais vou embora. Nunca mais..

- (Ela) Nunca mais você sabe que não dá. Por que você volta sempre nesse assunto?

Acho que eu vou embora, tá?

- (Ele) Você já vai..? Então tá, tá tudo bem.. pode ir então..

- (Ela) Por que você me trata assim?

- (Ele) Assim como?

- (Ela) É só porque estou aqui por inteiro, né?

- (Ele) Na verdade, não dá pra te entender...

Não recorra a Freud, não recorra a Einstein
Não tenho problemas paternais
Não recorra a Freud, não recorra a Einstein
Não relativizo demais.

Play