Teixeira Santos

Solidão Na Madrugada

Play

Sempre quando cai a noite
Eu me arrumo pra sair
Afino o meu violão
E vou saindo por aí
Pelas altas madrugadas
Este seresteiro vai
Sempre em serenata
Em busca daquela mulata
Que deixou este coração
Espedaçado no chão
Este seresteiro cura

A sua dor com o violão
Tanta gente que eu encontro
Por estes bares afora
Pede uma canção de amor
Pra relembrar os tempos de outrora
A canção que alguém me pede
Chega a me machucar
Até o meu violão
Eu não consigo mais tocar
Mesmo assim segura a barra
Pra esta noite passar

É cantando que eu consigo
A solidão espantar
Pelas altas madrugada
Este seresteiro vai
Sempre em serenata
Em busca daquela mulata
Que deixou este coração
Espedaçado no chão
Este seresteiro cura
A sua dor com violão