Teixeira Santos

Línguas Ferinas

Play

A gente programa uma vida, pra viver o que programou
É duro, é triste, é doído, a gente ver tudo perdido
Os sonhos que a gente sonhou
Eu programei você, fotografei na minha mente
Gravei a sua imagem no meu pensamento
Agora essa saudade me acompanha onde vou
Na tela do meu coração, você é a programação

Que ainda não passou, que ainda não passou
Que ainda não passou
Eu nunca imaginava ver tudo acabado
Assim da maneira que tudo acabou
Ela menina tão jovem ainda
Deixou-se levar por estas línguas ferinas
Línguas ferinas que se metem em tudo
Destruiu o amor que era o meu mundo

Eu programei você, fotografei na minha mente
Gravei a sua imagem no meu pensamento
Agora essa saudade me acompanha onde vou
Na tela do meu coração, você é a programação
Que ainda não passou, que ainda não passou, que ainda não passou