Kalibre

Quando a Gente Cresce

Quando a gente cresce nossos olhos se afastam do chão
Nossa cabeça vai ficando mais perto da constelação
Aprendemos a contar até um milhão
E as contas já não cabem mais nos dedos das mãos

Criamos barriga, criamos a cria, tomamos juízo demais
Um homem sensato, centrado e sério para correr atrás
Gravata no pescoço, relógio no pulso, dá a chave do carro
Estou pronto para a guerra

Essa criança vai pintar o sete, vai fazer barulho e reinventar você
Essa criança vai acender estrelas, ensinar maneiras de viver
Esse adulto vai te aloprar, vai te acelerar e te apontar o dedo
E com a mais severa vai dizer "você deve ganhar muito dinheiro"

Mas a criança é teimosa e cantou nos meus ouvidos, caiu dentro do meu coração
Riu do meu cabelo e pintou na minha alma e me pediu as mãos
Me levou para um lugar que nem mesmo eu sabia que existia aqui dentro de mim
Flores, brincadeiras, pássaros e abelhas em um só jardim
Flores, brincadeiras, pássaros e abelhas em um só jardim

Essa criança vai pintar o sete, vai fazer barulho e reinventar você
Essa criança vai acender estrelas, ensinar maneiras de viver
Essa criança vai pintar o sete, vai fazer barulho e reinventar você
Essa criança vai acender estrelas, ensinar maneiras de viver

Play