Iedo Silva

Trago, Cantiga e Mulher

Tô chegando na bailanta
Já tá na mão minha entrada
E vou pro lado da copa
E peço uma bem gelada
Vou bebendo com os amigos
De-lhe trago rapaziada

Cada um leva sua vida
Da maneira que quiser
O que mais gosto na vida
É trago, cantiga e mulher

Primeiro tomo a cerveja
E depois a canha pura
Até chumbo derretido
Eu tomo qualquer mistura
Eu não gosto de bebida
Eu gosto só da tontura

Depois de umas e outras
Com a outra no salão
Vou mirando pras gurias
Com olhar de gavião
Ouço um grito que carinha
E dou de cara com o carão

Tem gente que acaba baile
Não gosta de arrasta-pé
Ou é fraco da cabeça
Ou é doente do pé
Vão em baile pra brigar
E eu vou pra arrumá muié.

Cada um leva sua vida
Da maneira que quiser
O que mais gosto na vida
É trago, cantiga e mulher

Play