Iedo Silva

Pampa Na Garupa

Com cavacos do ofício
Faço fogo na fogueira
Com a água do guaíba
Faço chiar a chaleira
Tomo um gole do amargo de saudade
Erva buena da palmeira

Vou repontando querências
Alojadas com o rio grande
Com este pampa na garupa
Por qulaquer lugar que eu ande
Na minha mala de garupa
Nã me falta quase nada
Cachaça de santo antônio
Numa guampa pendurada
Fumo bom de sobradinho
E a palha da encruzilhada

Preparo meu carreteiro
minha moda campeira
Carque gordo de bagé
E o arroz de cachoeira
Tempreado com a viola
E uma cantiga missoneira

Meu pingo vem estropiando
Troteou a semana inteira
Vim pra uma changfa tratada
Cá prs bandas da fronteira
Vou desencilhar o pingo, hoje é domingo
Começo segunda-feira

Play