Hangover

Minha Alma Psicodélica

Meu modo de vestir
Minha mente abrir
Sentir as brisas
Esperar o mundo cair

Fico rindo ao fumar
Fico andando à beira-mar
Minhas roupas coloridas
Pessoas vão cantar

Minha amiga é Angélica
Minha alma é psicodélica
Me convidaram pra uma festa empolgante
Vai ter Tom, Júpiter e os Mutantes

Segredos guardo atrás dos óculos
De lentes escuras os deixam curiosos
Para saber a expressão do meu olhar
Não peça pra sua curiosidade eu matar

Minha alma é psicodélica, não sangue frio
Meu pensamento é reto, não fico no vazio
Rezo pra aparecer coisas do nada,
O dia inteiro eu fico embriagada

Torno a colocar a bebida em meu copo
Se quiser mais uma, eu topo
Logo serei mais um ícone efervescente
Meu corpo e minha alma inconsequente