Hangover

Guerreiros

3:00 à 6:00
Os caminhos são curtos
Mantenham as mentes abertas
Procurem fazer as coisas certas
Não desistam jamais
Iluminados pelo Sol
Queimaremos a nossa pele
Com seu calor infernal
Matei um animal
Que servirá de alimento
Para matar nossa fome
Fui até o riacho que está quase seco
Buscar água para vocês que estão com sede
A partir de hoje vocês vão dormir em redes

10:00 à 12:00
Os guerreiros estão com suas espadas
Os peões irão na frente como guardiões
Embalados pelos cavalos que estão nervosos
Benzidos pelos bispos que repudiam a maldade
Influenciados pela rainha que confia em suas forças
Que está dentro das torres das paredes duras de concreto
Com seu marido rei que dará seu apoio para vencer essa batalha
Os sangues que cairão pelos caminhos da nossa ida
Não será o sangue da derrota, jamais
Será o sangue da luta que venceremos com rigor
Mas será confiscado pelo orgulho do nosso vigor
A força de não perdermos a batalha e comemorarmos com rubor

18:00 à 22:00
Quando à noite fria e tenebrosa chegar
O símbolo da luta quem nos trará é o temido Lord
Que orgulhosamente comemorará conosco a cordialidade
A covardia é para os fracos que nos temem
O nosso povo merece muito mais do que damos
Nossas armas nos ajudará, mas nossos corações nos guiará
As pedras que enfrentaremos são meros empecilhos
Que não devemos temer, e ir á luta sem medo
Sem medo de que alguem cravará sua arma em nossos corações
Repudiamos as más ameaças supremas
Os deuses que nos observam jamais têm um descanso
Pois nos sustentarão nosses cinquenta dias de batalhas
Muito sangue derramado, muitas pessoas feridas
Nossos caminhos representam nossas idas

25:00 à 27:00
O céu está vermelho
Os trovões não fazem barulhos
As nuvens estão negras
Os pássaros estão desfigurados
Deus Odin está animado
Com essa bagunça
Raça imunda
Cruzes viradas e tortas
Os outros guerreiros nunca
Mas nunca irão guerriar sem trapaceadas
Não derrubarão seus sangues por garra
Não serão feridos para lutarem pelo próximo
Só querem se vingar de quem nunca fez nada
Absolutamente nada

Play