Handriell X

Como o Mar (Fikeavontz Beats)

Baby, eu te amo. Como explicar,
Se eu te preciso mais que a água, a terra ou mesmo o ar.
Te quero tanto. Como esconder,
Se tudo o que penso ou falo remete ao que eu sinto por você.
És o meu vício, obsessão;
Uma estrela que guia o meu caminhar nas noites.
Tú és a força que me impele a voar,
Que me faz alcançar o infinito e poder dizer que eu sou...

Como o orvalho da flor...
Eu sou assim, você é o rio que vem pra desaguar em mim... (amor)
Eu sou como o mar. Reflita em mim.
Como a lua beija as águas, venha e beije me...

Calor que consome, chama que faz arder;
Fogo que incendeia meu corpo qaundo vejo você.
No fim do arcoíris, o tesouro enfim...
Você de braços abertos esperando só por mim.
O diamante mais raro, o melhor lugar pra se estar...
O acalanto eterno, a carícia tão terna e a voz que faz ninar.
Sifonia doce é teu respirar,
Que me faz alcançar o infinito e poder dizer que eu sou...

Como o orvalho da flor...
Eu sou assim, você é o rio que vem pra desaguar em mim... (amor)
Eu sou como o mar. Reflita em mim.
Como a lua beija as águas, venha e beije me...
Como o orvalho da flor...
Eu sou assim, você é o rio que vem pra desaguar em mim... (amor)
Eu sou como o mar. Reflita em mim.
Como a lua beija as águas, venha e beije me...

(Declamação 1)
Nos teus olhos vejo Deus a me guiar pela mão...
Como uma fonte a jorrar. Testemunha desse amor, do dom,
Que sou teu escolhido...

Como o orvalho da flor...
Eu sou assim, você é o rio que vem pra desaguar em mim...
(Dádiva de amor)
Eu sou como o mar. Reflita em mim.
Como a lua beija as águas, venha e beije me...
Como o orvalho da flor...
Eu sou assim, você é o rio que vem pra desaguar em mim... (amor)
Eu sou como o mar. Reflita em mim.
Como a lua beija as águas, venha e beije me...

(Declamação 2
Baby, eu te amo. Como explicar,
Se eu te preciso mais que a água, a terra ou mesmo o ar.
Te quero tanto. Como esconder,
Se tudo o que penso ou faço remete ao que eu sinto por você.
És o meu vício, obsessão;
Uma estrela que guia o meu caminhar nas noites.
Tú és a força que me impele a voar,
Que me faz alcançar o infinito e poder dizer que eu sou...

Como o orvalho da flor...

Play