Habagaceira

Dia de Acordar

Bem vindo à nova cidade
De cal, fermento, sol e mar
Bem vindo a um novo dia
De onde nasce a ilusão
É dia de acordar

Bem vindo à nostalgia
Pra onde não se quer voltar
Sem medo de deixar
Tão longe um porto e um antigo lar

É dia de acordar

Bem vindo à realidade
De formas tão estranhas
Bem vindo à formalidade
Pra revelar nossas entranhas

É dia de acordar

Na ansiedade vive o sonho
Em outra estrada o amanhã