Fundo de Quintal

Quantos Morros Já Subi

Quantos morros já subi desci sem ver
O que falam por aí me faz tremer
Essa gente vive assim sem reclamar
Lá ninguém é tão ruim lá também se sabe amar
Todo mundo é irmão

Todo mundo é irmão todo mundo é companheiro
lá no morro da formiga do Borel e Salgueiro
Lá tem samba pé no chão poesia verdadeira
Lá no morro da Serrinha lá no morro de Mangueira

Quantos morros...

Essa gente vive em paz essa gente faz o bem
Saja no Pau da Bandeira seja na Vila Vintém
Esse povo que a cidade chama de fora da lei
Vive com dignidade sem levar vida de rei.

Eu já vi muita alegria muita gente a sorrir
No morro do juramento pavãozinho e Tuiuti
Eu já vi felicidade muita gente ser feliz
No alto do Andaraí e no morro da Matris

Essa gente vive em paz essa gente faz o bem
Saja no Pau da Bandeira seja na Vila Vintém
Esse povo que a cidade chama de fora da lei
Vive com dignidade sem levar vida de rei.

Subi o morro que a sociedade não quer enxergar como eu enxerguei
Chacrinha Turano Rocinha e outros lugares que eu não cantei
No morro que eu pude encontrar amizade que em outros lugares que não encontrei
Vive com dignidade sem levar vida de rei

Play