Fundo de Quintal

Miudinho meu Bem, Miudinho

Pisa manso nessa dança pedaço de mal caminho
Faz passinho de criança e balança com carinho
Que vale um vintém
Miudinho, meu bem, miudinho
Balança com muita elegância
Na dissonância do meu cavaquinho
Meu bem, miudinho, meu bem
Sem tirar o pé do chão
Vem cantando o refrão, vem abrindo o caminho

Você é neta de Dora rainha do frevo e do Maracatu
Cai num fandango adora um fricote
Se rala num xote, baião e Lundu
Seu bisavô que era o rei da embolada
Quis armar uma cilada pro seu primo de Xerém
Maior calangueiro do rio de janeiro
Pintou no terreiro não deu pra ninguém então vem

Essa dança não é afoxé bate mão bate pé
Pra ficar bonitinho, meu bem
Miudinho, meu bem, miudinho

Bole bole que eu sei que não é mole
Afunfá um fole nesse miudinho meu bem
Miudinho meu bem.

A sua madrinha foi dançar bumba meu boi
Nunca mais quis voltar
Sua tia até hoje anda dançando ciranda
Nas bandas de lá

E no sufoco vi seu pai dançando côco lá na praça do barroco
Pra arrumar um pixolé
Se toda família já dançou quadrilha se liga na pilha
Vem dizer no pé vem na fé.

Se você já dançou um vasado, já dançou um reisado
Já leva um jeitinho
Miudinho meu bem miudinho.
Olha isso aqui não é jongo
Não faz passo longo faz bem miudinho, meu bem
Miudinho.

Play