Fundo de Quintal

A Batucada Dos Nossos Tantãs / do Fundo do Nosso Quintal

Samba, a gente não perde o prazer de cantar
E fazem de tudo pra silenciar
A batucada dos nossos tantãs

No seu ecoar, o samba se refez
Seu canto se faz reluzir
Podemos sorrir outra vez

Samba, eterno delírio do compositor
Que nasce da alma, sem pele, sem cor
Com simplicidade, não sendo vulgar
Fazendo da nossa alegria,seu habitat natural
O samba floresce do fundo do nosso quintal

Este samba é pra você
Que vive a falar, a criticar
Querendo esnobar, querendo acabar
Com a nossa cultura popular

É bonito de se ver
O samba correr, pro lado de lá
Fronteira não há, pra nos impedir
Você não samba mas tem que aplaudir



Mais um pouco e vai clarear
Nos encontraremos outra vez
Com certeza nada apagará
Esse brilho de vocês, de vocês, de vocês

O carinho dedicado a nós
Derramamos pela nossa voz
Cantando a alegria de não estarmos sós

Boa noite, boa noite
Pra quem se encontrou no amor

Boa noite, boa noite
Pra quem não desencantou

Boa noite, boa noite
Pra quem veio só sambar

Boa noite, boa noite
Pra quem diz no pé e na palma da mão

Boa noite, boa noite
Pra quem só sentiu saudade afinal

Obrigado do fundo do nosso quintal

Play