Fernando Ribeiro

Pedaços (I e II)

Eu não vou me destruir
e te ofertar os meus pedaços.
Eu não pretendo
disfarçar com rimas
a minha inquietude,
e muito menos vestir de poesia
a minha incoerência.
Já te fiz com meus braços
maravilhas, e brinquei
e fui rei em teu regaço.
Já preguei, em mil praças
conspirei, e voltei aos combates
aos pedaços.
Já criei com meus versos
ventanias, e vivi com os cães
em meu encalço.
Já fui visto a me esgueirar
sinistro, e varei a barreira
dos cercados.
Mas enquanto o sol sobre esta terra,
brilhando sobre a relva,
refletir-se nos meus olhos
ainda hei de ter você comigo.

Play