Fernando Ribeiro

Americano (II)

Triste América serpente,
de céus e de temores,
gritos e ameaças, canto e trapaças.
Em cada olhar um sonho,
sanha, ira e drama.
Rios como mares,
torpe e lento barco
de quem na vida leva o fardo
de ser americano.

Play