Diego Mattos e Thiago

Palhaço

Palhaço como eu, eu nunca vi
Olha só o que restou de mim
De baixo caráter, tão vulgar
Intolerável, agora é o fim

Seu veneno matou meu coração
Na nossa cama não rola mais paixão
Você vai colher o que plantou
Eu sei, pode crer, nunca me deu valor

Você sempre insulta, depois pede desculpas
Isso é você
Eu virei o seu jogo
Quem dá as cartas sou eu
Agora é pra valer

Devia te deixar num deserto sem nada
Isso ainda é pouco pra você
Dispensável pra mim, você se tornou
Agora eu sou muito mais seu

Palhaço como eu, eu nunca vi
Olha só o que restou de mim
De baixo caráter, tão vulgar
Intolerável, agora é o fim

Seu veneno matou meu coração
Na nossa cama não rola mais paixão
Você vai colher o que plantou
Eu sei, pode crer, nunca me deu valor

Era só na cama que eu prestava
Um objeto, um cara a mais
Pra satisfazer, enxergar seus desejos
Idiota nunca mais!

Devia te deixar num deserto sem nada
Isso ainda é pouco pra você
Dispensável pra mim, você se tornou
Agora eu sou muito mais seu

Palhaço como eu, eu nunca vi
Olha só o que restou de mim
De baixo caráter, tão vulgar
Intolerável, agora é o fim

Seu veneno matou meu coração
Na nossa cama não rola mais paixão
Você vai colher o que plantou
Eu sei, pode crer, nunca me deu valor [2x]

Play