Diego & Diogo

Pout Pourri - Sementes do amor - Amor rebelde - Agenda rabiscada

Bendita seja aquela noite
em que seu pai e sua m?e
fizeram voc? pra mim
se eles n?o se amassem
voc? n?o existiria
e eu n?o te amaria assim.
Somos sementes do amor
somos filhos do prazer
nos amamos sem saber
que tudo estava escrito
que o nosso amor t?o bonito
tinha que acontecer.
Bendita seja aquela noite
em que seu pai e sua m?e
fizeram voc? pra mim
se eles n?o se amassem
voc? n?o existiria
e eu n?o te amaria assim.

Olha voc? precisa s? mudar mais um pouquinho
Deixar de lado esse seu jeito mesquinho
Caso contr?rio eu terei que te esquecer
?s vezes querendo a gente deixa de querer
?s vezes amando a gente deixa de amar
?s vezes quando encontra um amor rebelde assim
De tanto amor a gente acaba por odiar
?s vezes querendo a gente deixa de querer
?s vezes amando a gente deixa de amar
?s vezes quando encontra um amor rebelde assim
De tanto amor a gente acaba por odiar

Voc? fala por ai que n?o me ama
Voc? jura que n?o sente mais nada
Mas a noite ? pesadelo em sua cama
Solid?o na madrugada
Telefone na parede desligado
O meu nome em sua agenda rabiscado
S?o sintomas de paix?o mal resolvida
E de amor mal acabado
Voc? deita mas o sono te levanta
Faz de tudo pra dormir n?o adianta
T? morrendo de saudades por orgulho
N?o vem me procurar
Quem esqueceu n?o chora
Quem chora ainda lembra
Quando se esquece rasga
N?o se rabisca a agenda
Quem esqueceu n?o chora
Nem rola pela cama
Se ainda perde o sono
? que ainda me ama...

Play