Di Paullo e Paulino

São Tantas Coisas

São tantas coisas
Só nós sabemos o que envolve o sentimento
O nosso amor está magoado, mas eu tento
Dar vida a minha vida
Que entreguei em tuas mãos

Nossos momentos, as nossas brigas
Nosso louco juramento
E esse medo de perder você que amo
Me faz tão fria e indiferente a situações

Vou confessar
Renunciei você de tanto louco amor
Mesmo morrendo sufoquei a minha dor
No quarto escuro
Do meu ego sem resposta

Não acredito
Que conheci você a caso do destino
Foi Deus que trouxe
E te pôs no meu caminho
Pra me mostrar que não sou nada sem você

São tantas coisas
Temos até platéia contra e a favor
Apostadores da nossa grande dor
Metade amigo que aplaude e nos devora

Só mesmo o amor de corpo e alma
Pra vencer essa batalha
Seguirmos juntos
Pra quebrar esta muralha
E receber das mãos divinas
O troféu do amor.

Play