Di Paullo e Paulino

Telefone Mudo / Ainda Ontem Chorei de Saudades

Eu quero que risque o meu nome da sua agenda
Esqueça o meu telefone não me ligue mais
Porque já estou cansado de ser o remédio
Pra curar o seu tédio, quando seus amores não lhe satisfazem
Cansei de ser o seu palhaço, fazer o que sempre quis
Cansei de curar fossa, quando você não se sentia feliz
Por isso é que decidi, o meu telefone cortar
Você vai discar varias vezes, telefone mudo não pode chamar
Você me pede na carta que eu desapareça
Que eu nunca mais te procure, prá sempre te esqueça
Posso fazer sua vontade, atender seu pedido
Mas te esquecer é bobagem, é tempo perdido
Ainda ontem chorei de saudade
Relendo a carta, sentindo o perfume
Mas que fazer com essa dor que me invade
Mato esse amor ou me mata, o ciúme
O dia inteiro te odeio te busco e te caço
Mas em meu sonho de noite eu te beijo e te abraço
Porque os sonho são meus ninguém rouba e nem tira

Play