Deluccas & Lucian

Estrada do ipê amarelo

A estrada do ipê amarelo
Vai ficar pra sempre na imaginação.
A estrada do ipê amarelo
Eu trago guardada no meu coração.
Foi la que eu vivi minha infância
Tempo de criança que não volta mais.
Quando chega a primavera
Um lindo tapete na estrada se faz.

A estrada do ipê amarelo
Hoje é saudade que não se aqueta,
Na estrada do ipê amarelo
É um mundo de sonhos de portas abertas.

Na estrada do ipê amarelo
Conheci Ritinha uma linda flor,
Na estrada do ipê amarelo
Foi la que o nosso amor desabrochou,
Um amor inocente e tão puro
Amor que juramos pra sempre viver,
Do amor só restou um coração
E os nossos dois nomes no pé do ipê.

A estrada do ipê amarelo
Hoje é saudade que não se aqueta,
Na estrada do ipê amarelo
É um mundo de sonhos de portas abertas.

A estrada do ipê amarelo
É um raio de luz riscando o chão
A estrada do ipê amarelo
É uma beleza la no meu sertão.
Morada dos passarinhos
Que fazem a festa ao amanhecer,
La o sol acorda cedinho
E o dia começa na estrada do ipê.

A estrada do ipê amarelo
Hoje é saudade que não se aqueta,
Na estrada do ipê amarelo
É um mundo de sonhos de portas abertas.

Na estrada do ipé amarelo
Era onde eu passava todos os dias,
Na estrada do ipê amarelo
La eu brincava la eu corria.
São tantas recordações
Que na verdade não da pra esquecer
Um dia eu quero voltar
Pra matar a saudade da estrada do ipê.

A estrada do ipê amarelo
Hoje é saudade que não se aqueta,
Na estrada do ipê amarelo
É um mundo de sonhos de portas abertas.

Play