Daniel

Um homem que chora à toa

Não atende mais o telefone
Já riscou meu nome na sua agenda
Fala que não tem mais nada a ver
Que é melhor esquecer e pede que eu entenda
To tentando meio que na marra aguentar a barra
É de enlouquecer
Todo dia a mesma bebedeira
Aquela choradeira
Pedindo pra morrer
Eu sou aquele homem que sofre
Que ja não consegue dormir
Na noite sai e amanhece por ai
A cabeça tonta demais
O desprezo de uma pessoa
Eu pirei por essa mulher
Me tornei um homem que chora à toa
Não atende mais o telefone...

Play