Daniel Ramon

Selva de Pedra

Selva de pedra
Depois de uma festa
O dia tão longo
Passear sem pressa

Sem destino
Apenas buscando porto
Pra deixar o vento encostar
E sermos um só corpo
No dia que vai
Na noite que vem
Sossegar
E não temos nuvens pra contar

Quem se perdeu de novo
No céu estrelado
Apaixonado
Sem saber o dia que está
No tempo tão apressado
Ficar acordado
E mesmo em seus braços
Voar

Selva de pedra
Já não me interessam
Seus prédios imensos
Seus sonhos e medos

Um menino
Só querendo descansar
E no fim dessa jornada
Beijar uma menina
Sem ela não tem graça
As folhas pela praça
Caminhar
Onde poucos querem visitar

Quem se perdeu de novo
No céu estrelado
Apaixonado
Sem saber o dia que está
No tempo tão apressado
Ficar acordado
E mesmo em seus braços
Voar

Play