Daniel Fernandes

Querença

Play

Me, olha já sabe do meu querer
Envolve meu corpo e todo o meu ser
Conhece as rimas de minha canção
Degusta comigo uma intensa paixão
Se, manda e me deixa a total solidão

Deixo a porta aberta pra você entrar
A saudade matadeira invade o seu lugar
Não demore tanto pra voltar vida minha
Me assossego sob o seu olhar

Saudade misturada com paixão
É dolorida e penaliza o coração
O pensamento vai nas águas da ilusão
E o desatino é quem dita à direção

O meu consolo é uma viola em cantoria
Uma passarada gorjeando todo o dia
Uma lua cheia atiçando a poesia
Nem tudo isto supri a sua companhia