Cláudio Lacerda

Quero

Quero a viola, quero a história
Quero a canção prá cantar
Quero a vida quero a ferida
E o remédio prá curar

Quero a terra, quero a semente
Quero ver o fruto dar
Quero a faca e quero o corte
Prefiro a morte do que viver sem cantar

Quero a força do medo,
O calor do fogo em brasas
Quero chaves e segredos,
Desatar todas amarras
Quero na minha boca um beijo
Um abraço e uma risada

Quero a fumaça , quero a cachaça
Quero me embriagar
Quero a massa quero o que passa
Quero a leveza do ar

Quero na raça, toda a tigresa
Quero a beleza do olhar
Quero a faca e quero o corte
Prefiro a morte do que viver sem cantar

Quero a viola, quero a viola, quero a viola

Play