Cia da Vanera

Costelada

Hoje é domingo, é dia de churrascada
Levanto de madrugada pra preparar os apetrecho'
A costela no sal grosso e as vara' já tão ponteada'
Só tá me faltando a lenha pra no fogo dar o começo
Já dou-lhe um grito pro Fabão e pro Feijão
E não esqueço do velho amigo Charão
Indiada guapa que não corre da peleia
Não se demora e o pai-de-fogo se incendeia

Vamo' espetando a costela pra no braseiro encostar
Lá beirando o meio-dia nós já podemo' cortar

É costelada, é costelada, é costelada feita no fogo de chão
É uma iguaria muito apreciada por esse povo que gosta da tradição
E nunca falta no entreveiro algum parceiro com uma gaita e um violão
E dê-lhe festa e dê-lhe causo e pataquada
E dê-lhe gaita que a festança tá formada
Na costelada feita no fogo de chão

Play