Chrystian & Ralf

A Lenda do Caipora

Meu velho av? contava
Uma hist?ria interessante
Diz que depois do dil?vio
Que acabou com os habitantes
A gera??o de No?
Da Terra foi ocupante
Aquele povo selvagem
Numa intriga constante
Se dividiram em tribos
Seguindo rumos distantes
Foi numa daquelas tribos
Que seu destino seguia
Uma mulher teve um filho
No meio da mataria
A pobre m?e faleceu
Quando o menino nascia
Aquela gente criada
Dentro da selvageria
Abandonaram a crian?a
Naquela selva bravia
Uma grande chimpanz?
Que perdeu seu filhotinho
No meio da selva bruta
Encontrou o garotinho
Por instinto maternal
Ou por lembrar do filhinho
Pegou aquela crian?a
Com muito amor e carinho
Com o leite do seu peito
Criou o inocentinho
Criado na selva bruta
Cresceu valente e veloz
As unhas cresceram tanto
Que pareciam anz?is
A fera que ele atacava
Tinha um destino atroz
Ele dominava a fera
Amarrava com cip?s
Depois de surrar bastante
Soltava o bicho feroz
Daquele tempo pra c?
Conforme diz a hist?ria
Aquele homem selvagem
Tornou-se o rei das floras
Montado num porco-espinho
Percorre o sert?o afora
Protegendo todos os bichos
Que dentro da selva moram
? o terror dos ca?adores
Conhecido por Caipora

Play