Chiquito e Bordoneio

Praiano de verdade

Fui chamado pra domar
uma potrada cabreira
Na fazenda campo-mar
da família canasvieiras
Uma semana de viagem
fora as noites pelo meio
Não sou de contar vantagem
mas vivo dos meus arreios
Tinha tudo que era pêlo
tordilhos, mouros e ruanos
Gateados, zaino, azulego
de quatro pra cinco anos
Cento e cinqüenta por doma casa,
comida e descanso
Metade no pé da doma
e o resto depois do manso

refrão:
Mas por sorte, sou gaiteiro além de ser domador
Entre a fama e o dinheiro a vida tem mais valor
A raiva, o medo e ciência podem calar o bondade
Só não calam a consciência de um praiano de verdade

Depois de um ano de casa
e a cavalhada mansinha
Já pronto pra bater asa
um dia de tardezinha
O patrão, falando grosso
me disse sem titubear
Fiquei sabendo,seu moço
que anda querendo casar
Domador não é ginete
só recebe se não cai
Monta para dar porrete
e depois larga e se vai
Diante de tal circunstância
afrouxei o coração
Hoje sou dono da estância
e da filha do patrão

refrão:
Mas por sorte, sou gaiteiro além de ser domador
Entre a fama e o dinheiro a vida tem mais valor
A raiva, o medo e ciência podem calar o bondade
Só não calam a consciência de um praiano de verdade
2x

Play