Chico Rey e Paraná

Não Diga Nada

Deixa que eu te fale com ternura o que eu quiser falar.
Deixe que eu te abrace com loucura até te sufocar.
Deixa que eu seja sua sombra por onde você for.
Para refletir no chão que pisas a imagem deste amor.
Deixa que eu relaxe no teu corpo o meu cansaço.
Me abrigar do frio no calor do teu abraço.
Deixa que eu te mate de prazer te deixe louca.
Deixa que eu acabe minha sede na tua boca.

Mas se nada disso te interessa.
Não diga nada fique calada.
Deixe que eu pense o que eu quiser.
Não diga nada fique calada.

Deixa que eu te leve por caminhos que só eu conheço.
Deixa que eu esqueça de voltar pro teu começo.
Deixa que eu seja tua sombra tua realidade.
Tua fé, tua crença, tua lei, tua verdade.
Deixa que eu lhe coma com meus olhos como se fosse então.
A paixão que entra e devora um coração.
Pra que eu me alimente de você até decor.
Deixa que eu batize a minha vida no sal do teu suor.

Mas se nada disso te interessa.
Não diga nada fique calada.
Deixe que eu pense o que eu quiser.
Não diga nada fique calada.

Play