Chico Rey e Paraná

Amor de Pobre

É madrugada dormir não consigo
Meu amor foi embora, me falta carinho
É mais uma noite rolando na cama
Sentindo o drama de um homem sozinho.

A minha pobreza é culpada de tudo
Até fiquei mudo ao vê-la partir;
Num carro de luxo nos braços de um nobre
Por eu ser tão pobre não pude impedir.

Vai amor por este mundo sem fim
Vai amor lembrando um pouquinho de mim
Vai amor de saudade estou chorando
Se um dia deixar de ser nobre
Na vida de pobre estarei te esperando.

Play