César Menotti e Fabiano

A Ultima Cerveja

Amigo, estou vivendo no sufoco
Já estou ficando louco
Outra vez briguei com ela
Amigo, vou abrir meu coração
Quero a sua opinião
Estou sofrendo por ela...

Amigo, eu também tô indo mal
O que passa afinal
Eu também estou passando
Amigo, o que adianta
Eu dar conselho
Se quando eu olho no espelho
Meus olhos estão chorando...

Meu amigo
Sente aqui na minha mesa
Vamos brindar com cerveja
E afogar a solidão
Eu sei que a bebida
Não é remédio
Mas ameniza o tédio
Que causou esta paixão
Outro dia eu amanheço
De ressaca
Chuto o pau da barraca
Não quero mais saber dela
Meu amigo
Você pode ter certeza
É a última cerveja
Que eu bebo por causa dela...(2x)

Play