Cascatinha e Inhana

Alvorecer do Sertão

Alvorecer do Sertão

Como é bonito
No sertão raiar o dia
Ver o sol aparecendo
Por de trás da serrania

Beijando quente
A campina vermejante
E o orvalhando refletindo
Como pedras de brilhante

Não, não, não há seu moço
Não há nem pode haver
Não há beleza maior
Ver o sertão amanhecer

No meu sertão
Tudo é belo é natural
Disperta a passarada
Num sublime festival

A lua brilha
Campo a noite encantamento
Parecendo a medalha
No peito do firmamento

Não, não, não há seu moço
Não há nem pode haver
Não há beleza maior
Ver o sertão amanhecer

Play