Carlos Galhardo

Vidas Mal Traçadas

Sim, eu sei por que fugi dos braços teus
E não quis te escravizar a minha sorte
Ninguém sabe além de Deus
Que o meu destino ingrato
Me negou o direito de te adorar
Tens tudo que eu não pude te ofertar

Tens riqueza e mocidade eu bem sei
Mas não tens no coração
Qualquer recordação
Dos beijos que te dei
Odeias sem saber
Que por te querer
Os sonhos meus crucifiquei
E nunca te direi
Se o arrependimento, feriu meu coração

Dois anos se passaram
De tristeza e dor
E sem queixumes eu sofri
Sinto saudades de um amor
Que tive em minhas mãos e perdi

Tens, tens tudo que eu não pude te ofertar
Tens riqueza e mocidade eu bem sei
Mas não tens no coração
Qualquer recordação
Dos beijos que te dei.

Play