Carlos Galhardo

Teus Olhos Castanhos

Teus olhos são dois astros pequeninos
Que brilham, nos meus olhos peregrinos
Castanhos são os teus olhos cismadores,
Que até parecem dois amores
Tão cansadinhos de chorar, chorar

Teus olhos dos meus são parentes
São tristes nossos olhos, são dolentes,
Se acaso os trocássemos um dia
Talvez ninguém descobriria
Os olhos meus, dentro dos teus

Quando um dia tu souberes
Pela voz de outras mulheres
Que de amor só tu escolho
É porque talvez eu visse
Outros olhos com a meiguice
Do castanho de teus olhos

Muito embora tu zombasses
E os meus versos não cantasses
Aumentando os meus abrolhos
Eu quisera, por vingança
Ver teus olhos de criança
Na tristeza de outros olhos.

Play