Carlos Galhardo

Teus Lábios de Ciclâmen

Tua boca pequenina
Duas pétalas de flor
Envolvendo a minha vida
E um perfume embriagador

Desprezou a cor vermelha
De ciclâmen se vestiu
Cor eterna de minh'alma
Que a saudade coloriu

Os teus lábios de ciclâmen
São pra meus sentidos
Um milhão de melodias
Junto a meus ouvidos

Murmurando ternamente
Um canto sensual
Onde o amor
É o motivo sublime e emocional

São teus lábios de ciclâmen
Um ninho de ternura
Onde moram os meus sonhos
de ventura

Quero aos lábios teus
Unir os meus, ó flor
Num grande beijo de amor!

Play