Carlos Galhardo

S.O.S.

É sempre assim
Quando se perde um grande amor
Minha vida é um tédio
Não há remédio para curar minha dor

Já cantei, já sambei no terreiro
Procurei outro alguém lá no morro
Pois quem ama não esquece
Seu amor primeiro
Meu coração está pedindo socorro

Play