Carlos Galhardo

Incerteza

Odiar-te não devo
Querer-te não quero
Porém não me atrevo
A te esquecer

s vezes suponho
Que já não te espero
Mas vendo-te em sonho
Te quero querer

Pensei desprezar-te
Mas só posso amar-te
Pois tu fazes parte
Do meu triste viver

Play