Carlos Galhardo

Doce Amor

Ai, doce amor, minha vida é um eterno sofrer
Ai, doce amor, eu preciso aprender a esquecer

Tu censuras minha pressa
No fundo tu tens razão
Quem ama guarda o relógio
E consulta o coração

Ai, doce amor, minha vida é um eterno sofrer
Ai, doce amor, eu preciso aprender a esquecer

Que dia negro e sombrio
É o dia que não te vejo
Mas se vens em noite escura
Vejo o dia no teu beijo

Play