Carlos Galhardo

Ciúmes

E o meu perfume de flor
E o meu queixume de dor
Teus olhos que fingem não me fitar
Mas teve bem só a me acompanhar

Ciúme expressão dolorida
Das mil incertezas da vida
Julgar que outro alguém se interpôs
E que tudo acabou entre os dois
Entre os dois

Play