Carlos Cezar e Cristiano

Sapo Cancioneiro

Sapo que ? noite ? um cancioneiro
Vive sonhando na lagoa azul
? o cantor dos charcos e chega primeiro
Para cantar triste olhando pra lua

Sei da tua vida sem gloria nenhuma
E sei das trag?dias de tua lama inquieta
A tua loucura de adorar a lua
? loucura eterna de todo o poeta.

Sapo cancioneiro canta tua can??o
Que a vida ? triste se n?s n?o vivermos por uma ilus?o

Tu sabes que ? feio e assusta a gente
Por isso de dia tua feiura oculta
E a noite canta tua melancolia
O teu canto ? triste que d? nostalgia

Um coral de vozes cantam pra lua
Uma nuvem passa e tu n?o podes ve-la
N?o sabe acaso que a lua ? t?o fria
Por que deu sangue para as estrelas

Play