Carlos Cezar e Cristiano

Noite do Esquecimento

Guarania

Eu venho em tua janela dizer adeus numa serenata
Desperta se estas dormindo porque a dor deste amor me mata
Com lagrimas dos meus olhos adeus querida te deixarei
Parece que ainda estou vendo tu me dizer sempre te amarei.

Vou partir desconsolado
Par nunca mais regressar
Adeus tormento adorado
Sempre, sempre vou te amar.

Se estou partindo agora, pois esqueceste o juramento
É triste para quem ama cair na noite do esquecimento
Se acaso voltares um dia e sentir a falta de quem te ama
Abrace forte este lado que está vazio em tua cama.

Play