Carlito e Baduy

O Celular

Eu vou dar um sumiço nesse telefone
Vou quebrar, vou jogar fora, qual quer coisa assim;
E trem de doido ele não para de tocar
Ela comprou um celular e não tem mais tempo pra mim.

Eu chego em casa doido de saudade dela
Vou dar um abraço e ela se esquivando
Com o telefone grudado no pé do ouvido
Espere um pouco meu marido
Que tem alguém me ligando.
Eu dou um tempo e sento no sofá da sala
E ela vem ela de novo atendendo alguém
Ela comprou a porcaria a prestação
De lá pra cá virou um cão
Pra ela eu não sou ninguém.

Eu to grilado com esse telefone dela
Já não agüento mais aquele barrulinho
Dependurada nesse tal de celular
Ela deixou e feijão queimar
E jogou pimenta no pudim.
Se foi Gambel quem inventou toda essa encrenca
Eu na verdade não to muito interessado
Mas tem um troço que até hoje me intriga
Toda vez que alguém liga
É voz de homem do outro lado.

Play