A.C.S.E.S.M. Camisa Verde e Branco (SP)

Narainã, a Alvorada Dos Pássaros 1977

Era de manhã
Narainã ali chegou
No reino encantado
Oh sinfonia a patativa
Que cantou

A india tão bonita
Prometida ao pajé
Amava outro moço, com calor e muita fé
Iara mãe d'água
No pé do ipê
Quem faz a morada
É o saci pererê

Mulher te viro bicho
No feitiço
Pajé falou
Calou a sua voz
Ela em ave transformou
Guerreiro
Moço valente chorava
Até a lua prateada
Implorou ôô
Das lágrimas de um curandeiro
Virou alado o guerreiro
E voou ôôô

Play