Cae Kokubo

Correndo Riscos

Correndo Riscos (Caê Kokubo - 13/07/2007)

Na contra mão da estrada iremos viajar
Pra encontrar a paz só no final
Mas do outro lado pode estar nosso pior
Correndo o risco de encontrar o mal

Mas é andando no escuro que vamos descobrir
Se vai valer a pena arriscar

Nada pode nos fazer parar
Correndo o risco de se quebrar
Se machucar, e se cortar
Sem lamentar
Mas agora não há como voltar
E tudo que nos resta fazer
É relaxar, se acomodar e esperar

Na contra mão da vida iremos nos jogar
Pra dar valor às coisas antes do fim
Mas pode ser que o fim esteja bem aqui
E as coisas todas não serão bem assim

Mas é andando no escuro que vamos descobrir
Se vai valer a pena arriscar

Nada pode nos fazer parar
Correndo o risco de se quebrar
Se machucar, e se cortar
Sem lamentar
Mas agora não há como voltar
E tudo que nos resta fazer
É relaxar, se acomodar e esperar

Nada pode nos fazer parar
Correndo o risco de se quebrar
Se machucar, e se cortar
Sem lamentar
Mas agora não há como voltar
E tudo que nos resta fazer
É relaxar, se acomodar e esperar

Play