Cacique e Pajé

Sagrado Momento

Peço licença e respeito a este fato importante
Já ouvi muitas histórias, achei esta interessante
São coisas que acontece entre nós a todo instante
Muitos casais que separam deviam pensar bem antes
Não se importam com o filho que é o seu semelhante
E este abandonado vivendo sem o cuidado
Vai crescendo revoltado seguindo os passos errantes.

Um desses que ficou só caminhando sem destino
Foi deixado pelo pai na rua ele vai indo
E ninguém sabe o que passa na mente desse menino
E os dias vão passando dificuldade vem vindo
Derramou suor e lagrimas no seu rostinho divino
Chora a falta desse ídolo o coração está partido
Saudade do pai querido por dentro está sentindo, ai.

O tempo passou depressa, ficou moço de repente
Guiado por maus amigos caiu no mundo indecente
Foi perdendo a pureza do menininho inocente
Não respeita mais ninguém causando medo na gente
Entrou no mundo do crime dos mais terrível e demente
Está preso com os detentos foi levando à julgamento.
Deste sagrado momento o juiz tava presente, ai.

O advogado do réu foi o estado que deu
Defendendo seu cliente com todo argumento seu
Tinha nas mãos os papéis, boa atenção o juiz deu
Terminando ele chorou emocionado tremeu
Pediu desculpa ao réu, seu erro reconheceu
Esse é meu filho amado por mim foi abandonado
Quem devia ser julgado nessa injustiça era eu, ai.

O juiz pediu perdão, chorando se arrependeu
Levou o filho para casa, um exemplo ainda deu
Fez a justiça do homem, espera agora a de Deus
Que isso sirva de alerta a muitos amigos meus
Quem abandona seu lar e deixando o filho seu
É verdade quando diz e esse é o infeliz
Julgado pelo juiz pode estar um filho seu, ai.

Play