Cacique e Pajé

Rainha da Festa

No festival sertanejo
Onde a viola tinia
Eu entrei pra competir
E mostrar o que sabia

O prêmio era um troféu
Que no palco reluzia
Ser o grande vencedor
Não tinha quem não queria
Só de pensar na derrota
Tinha gente que tremia

Quando eu subi no palco
Senti no sangue o calor
Meu coração bateu forte
Que até suspirei de dor

Foi a rainha da festa
Que me fez mudar de cor
Era uma loira tão linda
Do olhar encantador
Que me deixou amarrado
Na corrente do amor

Abracei minha viola
Olhando para a donzela
Para mim representava
Que estava abraçando ela

Ela me deu um sorriso
Ainda ficou mais bela
Eu cantei apaixonado
Pensando somente nela
E quando saí do palco
Eu saí nos braços dela

Com os carinhos da loira
Eu fiquei embriagado
Chegou o fim do festival
Não ouvi o resultado

Depois me deram o prêmio
De primeiro colocado
Eu perdi o fim da festa
Mas tive prazer dobrado
Porque eu fui neste dia
Duas vezes premiado

(Pedro Paulo Mariano - Santa Maria da Serra-SP)

Play