Cacique e Pajé

Poemas Das Cordas

Sabiá canta na mata o seu canto de amor No meu peito se desata,
igual cascata pranto de dor?Então pego na viola, pra afastar a solidão,
Por que ela me consola esta dor que amola o meu coração! No MI eu vejo minha vida, no SI eu sinto quanto amei O SOL é a luz perdida dos olhos quem deixei!
O RE é resto de esperança,
o LA é lágrimas que vem;
E volto outra vez ao MI, a minha vida sem ninguém! Mas a dor pra violeiro é motivo pra cantar O meu amor verdadeiro foi o primeiro não vai mais voltar É por que eu amo tanto é que canto esta canção Da viola então deságua o rio de mágoa no meu coração! No MI......

Play