Cacique e Pajé

O Papo Furou

A vida que eu levo em contentamentos
Viola me deu muitos casamentos
Mas eu não casei até no momento
Falar em casar dá aborrecimento

Amontei na mula, a mula mancou
Cheguei o garfo nela, a bicha pulou
Eu peguei na rosa, a rosa murchou
Dei um beijo nela, a Rosa gostou

Eu nunca gostei de mulher ciumenta
Vendem tem casa velha quando é goteirenta
Criança chorona não há quem agüenta
Mulher baixinha é relienta

Eu cheguei na festa, a festa animou
Cantei uma moda, o povo ajuntou
Me veio uma velha e me abraçou
Mordi o papo dela, o papo furou

Soltei uma carta dentro de um balão
Pra cair nos braços de quem tem paixão
Que falta de sorte, que confusão
Foi cair nos braços do Zé Matão

(Pedro Paulo Mariano - Santa Maria da Serra-SP)

Play