Cacique e Pajé

Milagre da Fé

No tempo da escravidão havia um coronel
Entre tudo que possuía estava seu lindo anel
Anel de diamante puro que tinha duplo valor
Uma herança de família que vinha do bisavô

Num domingo de manhã o Coronel foi pescar
Com seu barco de madeira deslizava pelo mar
E naquela euforia o homem se distraiu
O seu anel de diamante nas águas do mar sumiu.

Ao dar falta do anel acabou sua alegria
Voltou logo para casa, acabou a pescaria
Seu escravo Zacarias na hora fez uma prece
E dizia tenha fé que seu anel aparece.

Respondeu o Coronel no terreiro da vivenda
Rezar não adianta nada milagre pra mim é lenda
Deixe de falar bobagem vai cuidar do teu serviço
O anel esta perdido e não se fala mais nisso.

Quatro dias se passaram quarta-feira de tardinha
Passou ali na fazenda um vendedor de sardinha
A esposa do Coronel disse para a Governanta
Prepare estes peixeinhos para mistura da janta.

A empregada já pegou meia dúzia de sardinha
Dali a pouco chamou a patroa na cozinha
Pois no ventre da sardinha estava um lindo anel
E nele estava gravado o nome do Coronel.

Play