Cacique e Pajé

Meu Paraíso

Galo cantou no terreiro, eu acordei
Levantei fui pro riacho e me banhei
Já era um novo dia então olhei
As campinas verdejantes, então pensei.
Se um dia eu sair daqui eu nem sei
Fui andando, pensando eu falei
É uma riqueza tão divina que Deus fez
Daqui nunca esquecerei.

Esse é o meu paraíso só eu sei
Tenho tudo que eu quero e não comprei
Colho frutos todo dia e não plantei
Tudo é da natureza que eu herdei.
As águas do rio negro eu pesquei
Peixe dos grandes e bonito eu peguei
É uma riqueza tão divina que Deus fez
Daqui nunca esquecerei.

Na mata virgem bicho bravo eu amansei
Vi um correndo, então eu acompanhei
Era uma selva bruta onde eu entrei
O pai da mata lá bem longe avistei.
Sai andando nem pra traz eu não olhei
Ele é o caipora que na selva pos a lei
É uma riqueza tão divina que Deus fez
Daqui nunca esquecerei.

Play