Cacique e Pajé

Índia Mulata

Índia da pele morena
Não seja assim tão ingrata
O seu rosto encantador
Eu comparo à um luar cor de prata

Eu sinto grande paixão
Por você índia mulata
Você só faz ingratidão
O seu orgulho é que me mata

Se fosse coisa que eu pudesse
Abraçar o seu corpo moreno
Eu queria beijar os seus lábios
Não importa que tenha veneno

Quando um homem sofre por amor
Sempre passa as noites no sereno
É como um barco naufragando
Que nas águas do mar vai descendo

Oh! índia tem dó de mim
Não machuque meu coração
Eu sofro tanto por você
Não me faça ingratidão

Eu serei feliz na vida
Se conquistar seu coração
Mas vivendo assim desprezado
Sei que vou morrer de paixão

Eu deito na cama e não durmo
Passo horas sonhando acordado
Eu não sei mais o que fazer
Para viver sempre ao seu lado

Todos que nascem no mundo
Trazem o destino marcado
Mas seu amor foi castigo
Por ti morrerei castigo

(Pedro Paulo Mariano - Santa Maria da Serra-SP)

Play